Bradesco confirma exposição de dados de 53 mil clientes

Bradesco confirma exposição de dados de 53 mil clientes

Bradesco confirma exposição de dados de 53 mil clientes

O Bradesco revelou na última sexta-feira (13) que sofreu um incidente cibernético, envolvendo a exposição de dados de clientes de seu braço focado em Financiamentos. De acordo com o comunicado oficial, cerca de 53 mil pessoas podem ter sido atingidas pela ocorrência, que possibilitou a visualização não autorizada de informações relacionadas a contratos de veículos.

 

 

O pronunciamento oficial da organização não fala em número de clientes afetados nem dá muitos detalhes sobre o incidente. O texto afirma apenas que a brecha que permitiu a visualização indevida dos dados já foi corrigida, enquanto os atingidos estão sendo informados sobre a possível exposição de seus dados. As autoridades competentes também foram notificadas.

Entretanto, segundo o Bradesco, os dados visualizados de forma não autorizada não trazem risco às transações e aos sistemas utilizados por tais clientes. A lista de entradas acessadas, porém, não foi revelada, com a empresa apenas ressaltando o compromisso com a segurança e informando que todas as medidas necessárias para conter o caso já foram tomadas. Confira a íntegra do comunicado:

O Banco Bradesco S.A. (“Bradesco”), com base no seu princípio de transparência, comunica aos seus acionistas, clientes e ao mercado em geral que a sua subsidiária Banco Bradesco Financiamentos S.A. (“Bradesco Financiamentos”) detectou um incidente relacionado exclusivamente à Bradesco Financiamentos, que pode ter permitido a visualização não autorizada de dados de contratos de financiamento de veículos de aproximadamente 53 mil clientes.

 

Todas as medidas necessárias para a solução do incidente, bem como de comunicação aos clientes e às autoridades competentes, foram adotadas pela Bradesco Financiamentos.

 

Ressaltamos que a característica dos dados eventualmente visualizados não coloca em risco a integridade de acesso a sistemas transacionais desses clientes junto à Bradesco Financiamentos.

O Bradesco reforça seu compromisso com a transparência e a segurança dos dados de seus clientes.

 

Cidade de Deus, Osasco, SP, 13 de maio de 2022

 

Leandro de Miranda Araujo
Diretor Executivo e de
Relações com Investidores

 

Como se proteger contra vazamentos de dados

Após exposições dessa categoria, o principal foco de atenção dos clientes deve ser na realização de contatos fraudulentos em nome do Bradesco.

Sem saber as informações específicas que foram acessadas, o ideal é manter o olho vivo em qualquer tipo de comunicação que chegue por mensagem, e-mail ou ligação, principalmente se ela solicitar mais dados, principalmente senhas, pagamentos ou transferências.

Desconfie de abordagens desse tipo, principalmente quando elas falarem em problemas na conta ou no financiamento, e procure meios oficiais de atendimento para checar a veracidade do contato.

No caso de e-mails e mensagens, também é importante não clicar em links nem baixar softwares ou documentos anexos, já que eles podem esconder vírus que tentarão furtar os dados dos dispositivos das vítimas.

Comece a semana bem informado 15/05/22

Comece a semana bem informado 15/05/22

Comece a semana bem informado 15/05/22

15 de maio de 2022

1 – Sexta-feira 13: ciberataques tendem a aumentar na data, veja como se proteger

Na última edição da data, em agosto de 2021, houve um incremento de 120% nas tentativas de golpes, aponta levantamento

Leia a matéria completa em: cnnbrasil.com.br

 

2 – Serviços públicos digitais: 10 coisas que você pode resolver sem enfrentar fila

De bolsas de estudo até abertura de MEI, sites e aplicativos oferecem soluções que diminuem a burocracia; conheça os serviços disponíveis e saiba como utilizá-los

Leia a matéria completa em: techtudo.com.br

 

3 – Novo RG: qual é o prazo para obter a carteira de identidade?

Ao contrário dos documentos atuais, a nova versão irá utilizar o número do CPF como instrumento de identificação único dos cidadãos.

Leia a matéria completa em: concursosnobrasil.com

 

4 – Imposto de Renda 2022: golpe da falsa restituição circula pela web; saiba como fugir dele

Recentemente a Receita Federal comunicou que golpistas estão se valendo do pagamento da restituição do Imposto de Renda para tentar roubar dados de clientes através de menagens enviadas pelo email.

Leia a matéria completa em: fdr.com.br

 

5 – Caminhoneiros criticam alta do diesel e ameaçam nova paralisação

Mobilização em redes sociais ocorre após aumento de 8,9% no preço do combustível ser anunciado pela Petrobras

Leia a matéria completa em: noticias.r7.com

 

Compartilhe essa Notícia

Sexta-feira 13: ciberataques tendem a aumentar na data, veja como se proteger

Sexta-feira 13: ciberataques tendem a aumentar na data, veja como se proteger

Sexta-feira 13: ciberataques tendem a aumentar na data, veja como se proteger

Na última edição da data, em agosto de 2021, houve um incremento de 120% nas tentativas de golpes, aponta levantamento

 

A sexta-feira 13 é culturalmente conhecida como o “dia do azar”. No entanto, a data também pode ser utilizada por cibercriminosos para ataques. No ano passado, quando a data caiu em agosto, foi identificado um aumento de 120% nas tentativas de golpes, segundo levantamento realizado pela PSafe com exclusividade para o CNN Brasil Business.

Entre os dias 1 a 7 de agosto do ano passado, foram identificados mais de 190 mil tentativas de phishing bloqueadas. Já entre os dias 8 a 14 de agosto, esse número subiu para mais de 425 mil bloqueios.

Esta será a única sexta-feira 13 de 2022.

Segundo a empresa, o aumento ocorre uma vez que o varejo costuma utilizar datas comemorativas para dispararem suas campanhas aos clientes e os golpistas podem aproveitar essas oportunidades para fazerem novas vítimas.

O CEO da PSafe Marco DeMello avalia que “um ponto a ser observado é que mesmo a semana anterior sendo do Dia dos Pais, quando os cibercriminosos também aproveitam para disseminar o golpe, esse crescimento veio na semana da sexta-feira 13. Não podemos afirmar que o crescimento tem relação com a data em si, mas as empresas precisam ficar em alerta e lembrar de que sempre estão na mira dessas quadrilhas”.

Ainda em 2021, os pagamentos feitos por empresas para recuperar dados sequestrados por ataques de ransomware atingiram recorde.

De acordo com pesquisa feita pela Unit 42, grupo de pesquisa da Palo Alto Networks, o pagamento médio, nesses casos, subiu 78%, passando de US$ 303,7 mil, em 2020, para US$ 541 mil, no ano passado. Foram atingidas um total de 2.566 organizações, de acordo com o levantamento.

Como se proteger

Normalmente, os ataques são feitos via phishing ou malware, e podem vir por qualquer meio e entram por um dispositivo desprotegido: SMS, e-mail, aplicativo falso, aplicativo de mensagem, entre outros.

Em dispositivos que concentram cada vez mais informações dos usuários, o cuidado deve ser redobrado. Desta forma, não ter uma proteção nos dispositivos é a principal e mais grave falha no quesito segurança digital. Sendo assim, é importante que investimentos na segurança digital estejam no radar de empresas e pessoas físicas.

Use um software antivírus e mantenha-o sempre atualizado

O antivírus é o principal recurso de proteção contra as ameaças virtuais. No entanto, ao contrário do que a crença popular acredita, não basta ter um bom antivírus operando no computador. É preciso, para garantir a segurança do aparelho, certificar-se que o programa esteja atualizado.

 
 

Utilize senhas fortes

É importante frisar que senhas de acesso a computadores, e-mails e outros sistemas são particulares e sigilosas. Portanto, especialistas indicam que as senhas devem ser fortes, sem nomes e sobrenomes ou números de telefones.

 

Não abra links

O envio de links é uma das técnicas mais famosas de cibercriminosos. Eles podem chegar tanto por e-mail, Whatsapp ou até mesmo em uma simples navegação pela web. A orientação é para que se desconfie sempre de links.

 

Atenção ao endereço de site

O ideal é que a atenção seja redobrada aos endereços de sites, especialmente aqueles que anunciam promoção. Normalmente os cibercriminosos costumam criar cópias de acessos semelhantes a alguns já existentes. Vá diretamente no site da empresa nomeada no endereço e verifique a informação.

 
 

Serviços públicos digitais: 10 coisas que você pode resolver sem enfrentar fila

Serviços públicos digitais: 10 coisas que você pode resolver sem enfrentar fila

Serviços públicos digitais: 10 coisas que você pode resolver sem enfrentar fila

De bolsas de estudo até abertura de MEI, sites e aplicativos oferecem soluções que diminuem a burocracia; conheça os serviços disponíveis e saiba como utilizá-los

 

Graças à Internet, não é mais preciso sair de casa para solicitar e acessar diversos serviços públicos. Antes, cidadãos que quisessem emitir o título de eleitor, por exemplo, precisavam enfrentar longas filas em unidades dos Tribunais Regionais Eleitorais. Hoje, o processo é feito de forma totalmente online, e o documento está disponível de forma digital no aplicativo e-Título. O mesmo ocorre com a emissão da Carteira de Trabalho, que agora pode ser confeccionada pela Internet em poucos cliques.

Requerer aposentadoria pelo INSS, fazer prova de vida e abrir um registro de Microempreendedor Individual (MEI) também estão entre os serviços que podem ser solicitados sem passar por estresses como deslocamentos, tempo de espera e filas. Confira, a seguir, a seleção que o TechTudo preparou com 10 serviços públicos online que vão facilitar sua vida.

1. Fazer carteira de trabalho

Desde 2019 tirar a Carteira de Trabalho ficou mais simples. O formato físico foi substituído pelo digital, que pode ser confeccionado no site do Governo Federal, por meio de uma conta Gov.br, ou no aplicativo CTPS Digital, disponível para celulares Android e iPhone (iOS). A Carteira de Trabalho Digital apresenta todos os registros da vida profissional do trabalhador, facilitando a conferência das informações e o compartilhamento dos dados por departamentos de recursos humanos.

2. Tirar e transferir título de eleitor

emissão da primeira via do Título de Eleitor pode ser solicitada pela Internet, por meio do sistema Título Net, do Tribunal Superior Eleitoral. Para isso, basta acessar o portal e seguir as instruções indicadas, que envolvem o envio dos seguintes documentos: uma selfie segurando um documento oficial de identificação; RG ou Passaporte; Comprovante de residência atualizado; e certificado de quitação de serviço militar (para os homens).

Para quem já possui o documento, o Título Net permite realizar alterações no cadastro eleitoral, como transferir o título e mudar o local de votação, e quitar eventuais dívidas com a Justiça Eleitoral. O usuário também pode baixar o aplicativo e-Título e utilizar a versão digital do documento. No app, disponível para celulares Android e iPhone (iOS), é possível justificar votosaber onde votarobter certidão de quitação eleitoral mais.

 

3. Abrir MEI

Profissionais autônomos que desejam formalizar sua prestação de serviços podem abrir um registro de MEI (Microempreendedor Individual) no Portal do Empreendedor. O autoatendimento é rápido e exige apenas a inserção de dados pessoais, como endereço, título de eleitor e informações sobre o trabalho que será executado.

O Portal do Empreendedor reúne ainda diversos serviços úteis a esses profissionais, como alterar ocupação e outros dados cadastrais, além de cursos gratuitos e conteúdos que podem ajudar no exercício do empreendedorismo. Pela plataforma do Simples Nacional, por sua vez, os usuários podem Também é possível emitir o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional), contribuição mensal necessária para recolher os impostos da microempresa.

 

4. Solicitar aposentadoria, seguro-desemprego e outros benefícios da previdência

Vários serviços do INSS foram automatizados e podem ser acessados pelo portal Meu INSS. Os beneficiários conseguem solicitar, sem sair de casa, benefícios como aposentaria, seguro-desemprego e salário maternidade. Pelo portal, também é possível puxar o extrato previdenciário (CNIS), emitir relatórios para declaração do imposto de renda e conferir resultados de perícia médica. Se preferir, o usuário também pode acessar os serviços pelo aplicativo Meu INSS, disponível para download em celulares Android e iPhone (iOS).

 

5. Agendar confecção da carteira de identidade

Também é possível agendar a confecção do RG (Registro Geral), principal documento de identificação civil no Brasil, online. Para isso, os brasileiros devem acessar os sites dos órgãos que prestam o serviço em seus estados de residência, escolher uma data e um horário para atendimento no posto mais próximo e separar os documentos exigidos necessários, que devem ser apresentados ao órgão emissor no dia combinado.

A primeira via do documento é gratuita, mas a segunda é paga, e o valor muda de acordo com a região. Vale ressaltar que, embora o processo agilize a confecção do documento e evite a formação de filas, ele não isenta o cidadão do comparecimento a um posto presencial para obter a carteira de identidade.

 

6. Solicitar CPF

Brasileiros podem requerer a primeira ou segunda via do Cadastro de Pessoa Física (CPF) sem sair de casa. Para isso, basta acessar o site da Receita Federal e preencher o formulário disponível. É importante ressaltar que menores de 16 anos devem anexar, além da documentação obrigatória, um documento de identificação oficial com foto do solicitante (um dos pais, tutor ou responsável pela guarda).

O cartão fica disponível para impressão em PDF e em formato digital, que pode ser consultado no aplicativo CPF Digital. Esta versão, entretanto, só pode ser acessada por quem possui CNH (Carteira Nacional de Habilitação), já que é necessário realizar a identificação biométrica.

 

7. Fazer prova de vida

Devido à pandemia de Covid-19, o INSS suspendeu a prova de vida presencial. Desde então, os aposentados e pensionistas que recebem algum benefício do governo podem realizar a prova de vida pelo celular, via reconhecimento facial. Para isso, basta acessar o aplicativo Meu INSS, tocar na opção “prova de vida” e fazer login no app Meu Gov.br. Então, é preciso seguir as instruções fornecidas e fazer o reconhecimento facial. Com o procedimento concluído, o beneficiário deve voltar ao aplicativo Meu INSS para confirmar se a prova de vida foi reconhecida.

 

8. Emitir cartão do SUS, visualizar carteira nacional de vacinação e outros serviços de saúde

Conecte SUS é uma plataforma online do Governo Federal que integra informações dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). No portal, acessível por meio da conta Gov.br, os brasileiros têm acesso a documentos como carteira de vacinação digital e certificado nacional de vacinação contra a Covid-19, histórico de atendimentos e internações e resultado de exames laboratoriais. Também é possível conferir os hospitais, postos de saúde e maternidades mais próximas.

O aplicativo Conecte SUS, que está disponível para celulares Android e iPhone (iOS), possui as mesmas funcionalidades do site. A principal vantagem do app é que ele permite ter em mãos, de forma fácil e rápida, o cartão do SUS e o comprovante de vacinação contra a Covid-19, agora exigido para entrar em muitos estabelecimentos.

 

9. Fazer pré-cadastro no CadÚnico para participar de programas sociais

O Cadastro Único é uma iniciativa do Governo Federal para mapear as famílias brasileiras de baixa renda para fins de inclusão. O programa serve como porta de entrada para o recebimento de benefícios como o Auxílio Brasil e a Tarifa Social de Energia Elétrica, e para a inserção em programas como Minha Casa Minha Vida. No site e no aplicativo Meu CadÚnico, os cidadãos podem fazer o pré-cadastro para agilizar o cadastramento de suas famílias na iniciativa. No entanto, a conclusão do processo só ocorre após o comparecimento a um Centro de Referência em Assistência Social.

 

10. Candidatar-se a bolsa de iniciação científica

Estudantes matriculados no ensino superior de instituições públicas ou privadas podem se candidatar a bolsas de iniciação científica na Fiocruz. O edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) abre anualmente no primeiro trimestre.

Para participar, é necessário que o aluno faça a inscrição conjuntamente com um pesquisador ativo da Fiocruz por meio do site “http://www.pibic.fiocruz.br/” (sem aspas) . Os documentos exigidos para a bolsa são: declaração de matricula atualizada; histórico escolar; Currículo Lattes e resumo do projeto do orientador; Currículo Lattes e subprojeto do aluno. Os bolsistas selecionados são orientados por pesquisadores da Fiocruz, com oportunidade de acesso a técnicas e metodologias de pesquisa.

 

Comece a semana bem informado 07/05/22

Comece a semana bem informado 07/05/22

Comece a semana bem informado 07/05/22

7 de maio de 2022

1 – REGRA DA REFORMA TRABALHISTA REDUZIU DESEMPREGO EM 1,7 PONTO, DIZ ESTUDO

Estudo tem como foco norma que transfere aos trabalhadores os custos com o advogado das empresas em caso de derrota na Justiça

Leia a matéria completa em: fenaserhtt.com.br

 

2 – Simples Nacional: empresas podem ter limite de faturamento atualizado

Limite de faturamento das empresas devem ser corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Leia a matéria completa em: contabeis.com.br

 

3 – Empresas do Simples devem pagar PIS e COFINS na ZFM?

A jurisprudência atual do STF é favorável aos contribuintes optantes pelo sistema simplificado de recolhimento.

Leia a matéria completa em: contabeis.com.br

 

4 – Conheça 4 motivos que podem levar ao cancelamento do CNPJ de MEI

Ao se cadastrar como Microempreendedor Individual (MEI), o profissional autônomo regulariza a sua situação e garante diversos benefícios previdenciários.

Leia a matéria completa em: seucreditodigital.com.br

 

5 – Copom eleva Selic em 1 ponto percentual, a 12,75% ao ano

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central elevou a taxa Selic em um ponto percentual nesta quarta-feira (4), que foi de 11,75% para 12,75%. A decisão foi unânime.

Leia a matéria completa em: infomoney.com.br

 

Compartilhe essa Notícia