Empréstimo a Juro Zero para MEI e Outras Vantagens que Podem estar Chegando

Empréstimo a Juro Zero para MEI e Outras Vantagens que Podem estar Chegando

Artigo

Todo empreendedor sabe a dificuldade que é captar recursos, principalmente quando ainda se é pequeno.

Por isso a cidade de Florianópolis/SC, já instalou a dois anos o programa “Juro Zero” para MEI e Microempresas, agora o objetivo é levar o projeto para todo o Brasil.

Como Funciona o “Juro Zero”?

O programa consiste em empréstimo a esse empreendedores, para MEI´s de até R$ 7 Mil e para Microempresas de até R$ 10 Mil, como o nome diz a juros Zero, sendo que para isso o empreendedor deve estar com as parcelas em dia.

Com os pagamentos em dia, os juros são assumidos e pagos pela Prefeitura local.

Esse fôlego extra aos empreendedores tem seu pagamento parcelado em até 36 meses, com esse incentivo muitas empresas podem sobreviver e movimentar a economia local (lembrando que a empresa para receber o empréstimo deve estar instalada na cidade), gerando empregos e renda a população.

A idéia do presidente da Associação dos Empreendedores de Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais da Região Metropolitana de Florianópolis (Ampe Metropolitana), Piter Santana, é levar essa iniciativa a todo Brasil.

Para isso já se reuniu em Brasilia/DF com o diretor de Gestão de Fundos do Ministério da Economia, Igor Vilas Boas de Freitas, para propor essas e outras iniciativas vantajosas ao pequeno empresário.

Outras Vantagens

Outro ponto proposto foi o aumento do teto para o MEI, passando de R$ 81 mil/ano para R$ 120 mil/ano, com a condição do MEI formalizar um trabalhador com carteira assinada.

Dessa forma favorecendo o aumento de empregos formais, maiores benefícios aos empresários e aumento da economia.

Ambas as propostas tramitam agora ao parlamento para análise e votação de aprovação, vamos aguardar e acompanhar as atualizações dessas e outras propostas que possam ajudar a sua empresa.

É Sempre Bom Estar Atualizado

Novas propostas e mudanças sempre estão acontecendo no âmbito contábil e econômico, quando o assunto é MEI e Microempresas, por isso você pode sempre contar com a OSA Contabilidade para não ficar de fora dos assuntos que mais interessam a você e sua empresa.

Nós da OSA Contabilidade estamos sempre atualizados e prontos para otimizar a sua empresa em todos os setores, nós temos a solução para o dia a dia da sua empresa.

É Possível se Aposentar com 25 Anos de Contribuição?

É Possível se Aposentar com 25 Anos de Contribuição?

Artigo

E a resposta é: Depende. Isso mesmo, dependem de alguns fatores, o primeiro deles é quando você estará lendo este artigo, pois com a reforma da previdência já em vigor, algumas regras podem ser diferentes da apresentada.

Hoje portanto, abordaremos a regra antes da reforma.

Vamos as formas que você pode se aposentar (no regime pré-reforma), tendo contribuído 25 anos:

A regra geral seria somente se você for Mulher e no mínimo com 48 anos de idade, entrando assim na aposentadoria proporcional.

O regime proporcional para Homens enquadra o mínimo de 53 anos de idade e 30 de contribuição.

Casos Especiais

Para reduzir o tempo de contribuição existe a opção da Aposentadoria por Idade, sendo para homens a idade mínima de 65 anos e 60 para mulheres, o tempo mínimo nesses casos é de 15 anos de contribuição, porém o valor recebido será reduzido para 80% do total, sendo aumentado a cada ano trabalhado, chegando a 100% com 30 anos de contribuição.

Para trabalhadores rurais, as idades diminuem para 60 anos homem e 55 mulher.

Muitas gente questiona a respeito de adicionais por exposição a agentes nocivos a saúde (condições insalubres e perigosas), e sim, essas condições afetam o tempo de contribuição.

Podendo ser reduzido em 15, 20 ou 25 anos, porém deve se fazer um estudo correto de quais profissões se enquadram e qual o índice adotado para cada profissão.

Ainda com Dúvidas

Fique tranquilo, realmente são muitos critérios a serem observados e muitos cálculos a serem feitos nessa hora, o mais importante é que existem sim formas de receber o direito a aposentadoria mais cedo e você deve procurar ajuda para entender qual regra você pode se encaixar.

Para isso nós da OSA Contabilidade temos um time de especialistas que pode te ajudar, não fique assustado ou mal informado, entre em contato com a nossa equipe e entenda exatamente o seu caso.

Como Organizar um Planejamento Financeiro para a Minha Empresa?

Como Organizar um Planejamento Financeiro para a Minha Empresa?

Artigo

Não é de hoje que você empresário deve ouvir, que precisar elaborar um planejamento financeiro para a sua empresa, não é?

Mas você sabe como organizar esse planejamento para que consiga tirá-lo do papel? Vamos ajudar você nessa.

Existe uma máxima que diz: “Dinheiro não aguenta desaforo” .

E isso faz todo o sentido, pois imagine só a situação, sua empresa vende bem, você tem uma receita alta , aparentemente tudo bem, já está pensando até no carro novo que vai comprar.

Mas ai vem o preço do não planejamento e seus custos começam a aumentar, seu produto começa a não vender, sua margem de lucro cai e na realidade percebe que nunca teve lucro, somente gastou o dinheiro que seria para manter a empresa com fôlego por um período maior.

Acredite, isso acontece com muito mais frequência do que pode imaginar e muitas falências poderiam ser evitadas com um bom planejamento.

Mas vamos aos pontos principais para organizar o seu planejamento.

Não Esconda seus Custos

Explicamos em outro artigo a diferença entre custos fixos e variáveis (leia aqui), mas o que vamos falar hoje é sobre se auto enganar, ou tentar pelo menos, coloque todos os seus custos na ponta do lápis, por mais insignificantes que pareçam, um bom planejamento é aquele mais completo e detalhista.

Elabore Metas

Não somente para seus funcionários, se os tiver, mas para você e sua empresa.

Visualizar objetivos e adequar a um prazo, aumenta o senso de urgência e importância de cada tarefa.

É importante ter muito claro qual o objetivo a ser alcançado dentro de um espaço de tempo, afinal, você precisar saber se chegou lá ou não, do contrário viverá eternamente correndo as cegas.

E o mais importante, caso alcance a meta, se bonifique.

Seja como for, com um dia de folga, uma viagem com a família ou um carro novo (tudo dentro do seu orçamento planejado ok?).

Siga o Planejamento

É muito comum que com a correria do dia a dia, as pessoas acabem por deixar a disciplina de lado, acabam deixando o planejamento em segundo plano em troca da corrida maluca por resultados. Foco!

Não saia do planejamento, gastos inesperados, situações atípicas, isso acontece com todo mundo e você não sofre mais do que os outros, não se engane.

Tenha disciplina, pois a sua empresa depende de você e da sua postura.

Despesa Particular não é Responsabilidade da Empresa

Essa é muito comum, o empresário acaba por confundir o lucro da empresa com o lucro pessoal e com isso mascarar o real lucro da empresa.

Por isso existem várias formas de remuneração do empresário, isso mesmo o empresário assim como qualquer outro funcionário deve ser remunerado, ele não é a empresa, a empresa deve pagá-lo.

Pode ser adotado o sistema de pró-labore, onde o empresário faz uma retirada mensal (salário) com valor fixo ou a divisão de lucros, com o planejamento bem elaborado e os valores que devem ficar na empresa já reservados e discriminados, o que for realmente lucro será o valor destinado ao empresário.

Não Deixe a Fonte Secar

Não trabalhe sempre no limite, tenha um fundo reserva, esse fundo será destinado a imprevistos, depreciação e/ou fluxo de caixa.

Imagine só se a sua empresa trabalhar apenas com o dinheiro do mês, mas no mês seguinte tudo der errado e você não receber metade da sua receita?

Sua empresa irá quebrar com apenas um mês ruim? Vai se afogar em dívidas e empréstimos por culpa de apenas um mês ruim?

Faça uma reserva, deixe a sua empresa com fôlego extra, não seque a fonte.

Disciplina para Analisar os Resultados

De nada adianta planejar e não analisar os resultados, não é?

A análise detalhada da empresa deve ser feita tanto para iniciar o planejamento, quanto para mensurar os resultados.

Encontre seus erros para resolvê-los, encontre sua força para foca-la, faça uma análise consistente, real e sincera.

Uma planilha preenchida pode ser até bonita, mas de nada adianta se você não usá-la para fortalecer a sua empresa.

E as planilhas são essenciais para essa análise, tudo o que acontecer na empresa deve estar sendo controlado, ou seja, se necessário faça 200 planilhas e siga firme em cima para que nada escape delas.

Somente assim, com todas as informações rigorosamente planilhadas, você terá informações suficientes para fazer o papel de empresário: Tomar decisões.

Não Peça Socorro, Peça Ajuda

Tercerizar um planejamento financeiro não é feio. Feio é tentar resolver tudo sozinho e falir por isso.

Muitos empresários veem como gastos desnecessário um acompanhamento financeiro, justamente por tentarem economizar nunca saem do vermelho, invista no que é mais importante da sua empresa, o dinheiro.

Vender muito é bonito, mas o controle financeiro e aumento do lucro, isso sim paga as contas.

Precisa de Ajuda?

Pode ser que tudo isso seja muita coisa, as vezes sozinhos não conseguimos nem começar, por isso precisamos de orientação.

Através de softwares de gestão você pode ter um formato para iniciar o seu controle.

Porém caso precise de uma gestão completa do seu setor financeiro, nós da OSA Contabilidade podemos te ajudar, através da parceria com a Fatorizze Gestão Financeira, sua empresa recebe todo o apoio e gerenciamento financeiro para finalmente enxergar os números de forma simplificada.

É primordial que você empresário não tente enganar a si mesmo, mascarando despesas, interpretando lucros inexistentes e principalmente, tentando economizar algo tão importante.

Gestão financeira é investimento. Entre em contato, nós temos a solução para o dia a dia da sua empresa.

O Papel do Contador na Abertura de uma Empresa

O Papel do Contador na Abertura de uma Empresa

Artigo

Assim como muitos brasileiros, você resolveu que estava na hora de mudar de vida, deixar o emprego atual e investir no seu próprio negócio!

Maravilha, uma nova fase começa, você já tem o produto ou serviço, seu público alvo, logotipo, rede social para vendas, é só começar, certo? Espera, você já abriu a sua empresa? Sabe como fazer? Então você precisa conversar com um contador .

A orientação de um contador nesse momento é crucial, não somente para a abertura, mas também para o enquadramento adequado de acordo com a sua previsão de lucro. Complicado?

Nem tanto. Basta imaginar que você pensa em crescer a sua empresa, desde número de funcionários a faturamento em si. Saiba que todos esses (e muitos outros) influenciam em qual enquadramento fiscal você deve estar ou deve migrar no tempo certo.

De Olho no Futuro

A importância de se ter um contador desde o princípio na sua empresa, está ligado também ao controle fiscal e financeiro da mesma.

Lembre-se de que existem impostos em diferentes datas, mensais e trimestrais, que devem ser considerados da melhor maneira em seu fluxo de caixa.

Mudanças fiscais e tributárias ocorrem o tempo todo, se não ficar atento, pode acabar com problemas futuros que nem imaginava existirem.

Ao contrário do que muitos pensam, os contadores não apuram somente impostos e pronto.

Um contador também pode trazer ferramentas de controle para a sua empresa, gestão de custos, análise patrimonial, controle financeiro e muito mais.

O seu “Braço Direito”

Nossa dica é que você não busque o contador para apenas solucionar um problema, “Abrir a empresa e só”, busque nele um parceiro de negócios, que irá acompanhar você na sua nova jornada no empreendedorismo.

Um contador deve ser um conselheiro para a sua empresa, um guardião dos seus interesses, pois ele é quem irá atentar você a futuros problemas, orientar as melhores decisões a serem tomadas hoje de olho no futuro da empresa e sempre vigiar a sua empresa de novidades para que não seja pego de surpresa.

Nós da OSA Contabilidade, não temos clientes, temos parceiros, que estão junto conosco em uma jornada, onde todos crescem e juntos chegamos mais longe.

Por isso a OSA Contabilidade, pensa em cada situação que uma empresa enfrenta e busca as melhores ferramentas para solucionar, pois nós temos a solução para o dia a dia da sua empresa.

Quer Começar uma Empresa? Comece pelo seu MVP

Quer Começar uma Empresa? Comece pelo seu MVP

Artigo

Seja Eficiente no Corte de Custo da sua Empresa

Se você pretende abrir seu próprio negócio, você precisa estudar muito bem todas as situações.

Dessa forma nessa etapa uma ferramenta de gestão chamada MVP (Minimum Viable Product, ou, em português, Produto Minimamente Viável).

Sem entrar em detalhes muito técnicos, queremos aqui apresentar o MVP para quem ainda não está familiarizado com o termo.

O que é um MVP?

Quando queremos empreender, muitas vezes ficamos tão apaixonados pela nossa idéia que queremos faze-la nascer o mais rápido possível.

Porém, muitas vezes esquecemos de seguir os passos e respeitar as etapas.

O MVP segue os conceitos da mentalidade de Startup Enxuta (Livro homônimo de Eric Reis, recomendamos a leitura), onde o produto deve ser testado em mercado real, antes da empresa se lançar de fato.

Vamos Pensar na Prática:

Você é um cozinheiro de mão cheia, seus amigos adoram sua comida, principalmente seu hambúrguer.

Você sendo um apaixonado pelo que faz e não aguentando mais seu chefe no emprego atual, resolve que vai investir no seu próprio negócio e abrir uma hamburgueria.

Primeiro passo: Você pede demissão e foca no seu negócio… ERRADO!

A primeira coisa a se fazer, deve ser elaborar as receitas que serão seu inicio, não diversifique muito aqui, em torno de 03 serão suficientes. Faça o levantamento de todos os ingredientes e quais os custos de cada hambúrguer.

Para testar o seu público, seu sabor e seu preço, você pode começar com seus amigos, mas deve partir para venda aberta. Para pessoas que não te conhecem.

Por exemplo, comece vendendo apenas de fim de semana a noite em seu prédio ou bairro, cozinhando na sua casa mesmo, em um sistema de delivery.

Durante o período de teste, busque incrementar diferenciais, como embalagens, acompanhamentos, assim você terá uma idéia mais refinada de qual produto seu tem maior aceitação, qual o preço médio é necessário para ser aceito no mercado que você atingirá de início.

Com todos os custos na mão, pronto! Você tem o seu MVP validado, ou invalidado, após esse período você pode ter uma idéia se ele é minimamente viável ou se a idéia deve passar por melhorias.

Afinal, todos querem lucrar, apenas gostar do que faz não é suficiente. Por isso, antes de arriscar todas as suas economias, teste seu produto, aperfeiçoe ele e ai sim se lance ao mercado.

E após o MVP?

Bom agora, você já sabe que testar o seu produto no mercado é uma forma interessante de validar o seu negócio, sem gastar rios de dinheiro. Devemos ir ao passo seguinte, o Plano de Negócio.

Aqui você irá levantar todos os custos necessários, todo o fluxo de caixa necessário, preço de venda e investimento.

Lembre-se o que é muito importante, agora não será mais um MVP, agora é para valer, portanto tudo deve ser muito bem avaliado e planejado.

Para isso você pode procurar ajuda de profissionais, como o SEBRAE e para outros serviços como ajuda financeira e contábil, pode contar com a Fatorizze Gestão Financeira e OSA Contabilidade, nós estamos preparados para orientar você a levar o sonhos de ter a sua empresa a se tornar realidade. Nós temos a solução para o dia a dia da sua empresa.

Quando Devo Contratar um Contador?

Quando Devo Contratar um Contador?

Artigo

A melhor resposta seria: Assim que começar a receber um salário.

Mas começamos a precisar de um contador na primeira vez que dissermos “Eu não gosto de matemática”, pois seja para a vida profissional ou pessoal, nosso país exige muitas contas para ficarmos “em dia”.

Mas para entendermos melhor, antes é necessário entender o que um contador faz, para muitos ele é somente o cara chato que envia os altos impostos para pagarmos no fim do mês.

O que causa quase que uma aversão a sua figura.

Um contador é muito mais que isso, ele é o responsável pela parte “chata” da sua vida estar em ordem, impostos, leis, faturamento… tudo aquilo que para a maioria é uma enorme dificuldade de entender, quem dirá por em prática, afinal, “eu odeio matemática” imagina o quanto não vou odiar matemática misturada com legislação.

O Contador Como um Conselheiro

Um Conselheiro, é assim que imaginamos que ele possa ser comparado.

Sabe aquelas corporações onde todas as decisões devem ser tomadas pelo conselho? Então, tanto em sua empresa como em sua vida pessoal, um contador deve fazer essa figura.

Desde a decisão se é interessante exigir nota fiscal do pastel que você come, até como proceder com a abertura e enquadramento de sua empresa.

Cada pequena decisão tomada sem a devida orientação, pode causar grandes prejuízos futuros.

Cada Caso é um Caso

Se “de Médico e Louco todo mundo tem um pouco”, de Contador todo mundo tem um montante, afinal sempre tem aquele que sabe de um caso parecido com o seu e já tem a solução pronta, que irá te fazer “economizar” o valor do contador.

Veja bem, frisamos o economizar, pois essa economia hoje pode resultar em uma grande perda futura.

Como citado acima, o Contador trabalha com matemática, mas a parte até mesmo mais importante é a legislação.

Em nosso país a legislação não é a mais fácil de se compreender, nem a menos volátil do mundo.

Ela se modifica, se adapta, melhora ou piora a sua situação em questão de meses.

E se você não acompanhar religiosamente, entender todos os mínimos detalhes, pode acabar com um problema com o governo que, acredite, você não quer.

Então Quando ter um Contador?

Assim que puder, seja para sua vida pessoal ou profissional.

Ele é um profissional que deve sempre fazer parte da sua vida, caso você seja uma pessoa que se planeja e gosta de evitar riscos, é claro.

Nós da OSA Contabilidade, temos um time para atender, orientar e assessorar você em todas as situações, pois uma coisa temos como ideal, nós temos a solução para o seu dia a dia.